Vetstoyou

Dois coelhos é melhor do que um?

Catarina Dias

Catarina Dias

Médica Veterinária

Uma das grandes questões dos tutores de coelhinhos é, se será boa ideia adquirir um segundo coelho? Viveram melhor com companhia da mesma espécie ou não?

O coelho é um animal gregário

Os coelhos são animais gregários, sociais e muitas vezes beneficiam da companhia, o que é importante para a sua felicidade e bem-estar emocional. No entanto, nem todos os coelhos se dão bem com outros coelhos, por isso é importante ter isso em mente ao escolher um companheiro para o seu coelhinho.

Ver dois coelhos felizes a correr e a brincar, é uma experiência muito especial para tutores destes maravilhosos animais!

Qual o melhor par?

Depois de tomar a decisão de manter dois coelhos, vem a grande questão. O que será melhor? Dois machos? Duas fêmeas? Ou um macho e uma fêmea? Que dor de cabeça.

Não há problema em ter dois machos ou duas fêmeas, especialmente se eles foram criados juntos desde o nascimento, mas de modo geral, um macho castrado e uma fêmea esterilizada é a melhor opção. Qualquer que seja o par que decidir, é importante castrar e/ou esterilizar ambos para garantir que estejam relaxados e felizes, mas também protegidos de possíveis de patologias do aparelho reprodutor.

Os coelhos têm capacidade de escolher os seus parceiros?

Embora algumas lojas de animais e criadores possam escolher o coelho ideal para si ou para o que já faz parte da família, há muitas associações de resgate de coelhinhos que dão a opção de juntar gradualmente dois coelhos, de forma a ver se estes se relacionam bem entre eles.

Nem tudo é fácil de gerir com dois coelhos, e há uma série de questões a serem consideradas.

Um compromisso de vida

Dois coelhos são obviamente um compromisso maior do que um, como qualquer outro animal. É importante os tutores destes animais estarem cientes e preparados para as necessidades dos mesmos em diferentes fases da vida dos seus coelhinhos.

Um dos grandes problemas surgem mais tarde e muitos tutores não têm essa noção, é quando um deles morre. Os coelhos não lidam bem com as perdas, e um coelho de luto não é um coelho feliz. É importante estar preparado para esta fase triste do seu coelho e assim, ter capacidade para o ajudar a ultrapassar, sendo por vezes necessário iniciar o processo de novo na busca para um parceiro e a sua introdução gradual.

A força faz a união

O seu coelho vive tranquilamente no aconchego da sua casa, talvez ansiando por uma companhia da mesma espécie, ou talvez não. É bem comportado, até ao dia em que chega um novo membro à família, e de repente, ele que nunca comeu estragou nada em casa , está aprender um conjunto de truques novos e em duplicado. Agora não há como pará-los. Faz parte da vida de coelhos em conjunto, explorando o mundo de forma feliz. Temos de estar preparados para este lado novo e fresco dos nossos animais e preparar o ambiente para este novo nível de energia.

Mas e se eles não se derem bem?

Fez tudo certinho, tudo gradual, mas não há forma de eles se darem bem. Isto pode acontecer, e assim começa uma nova dor de cabeça. É importante estar ciente que é algo que pode acontecer e devemos de estar preparados para esta frustração. Mas calma, tudo é possível.

Exceto o estranho coelho que gosta de uma vida solitária, os coelhos geralmente beneficiam da companhia de outros coelhos. Os coelhos não são assim tão diferentes dos humanos, eles também ficam entediados, deprimidos, muitas vezes agindo com comportamentos destrutivos. Não tenha pressa para conseguir um novo companheiro e faça tudo de forma gradual e calma. Melhor ainda, é adquirir dois coelhos desde o início.

Se tem duvidas, não hesite em falar com um médico veterinário especializado, que o ajude a delinear melhor a introdução dos seus coelhinhos.

Conte com a nossa equipa médico veterinária para mais informações.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Telegram