Vetstoyou

Queimaduras em Répteis

Catarina Dias

Catarina Dias

Médica Veterinária

Os répteis são animais ectotérmicos, o que significa que dependem da temperatura do meio
ambiente para regular a sua temperatura corporal.

A temperatura ideal dos répteis depende muito da espécie e pode mesmo variar entre os animais da
mesma espécie.


Na natureza, os répteis recorrem à luz solar direta (ou em pedras ou tocas aquecidas pela mesma)
como fonte de calor. Dada esta característica, são animais que quando mantidos em cativeiro
necessitam de uma fonte de calor, como lâmpadas, cabos ou tapetes de aquecimento, para
poderem manter uma temperatura corporal ótima e seu metabolismo sempre ativo e eficaz.


No entanto, é preciso ter em atenção que se estas fontes de calor se não forem bem controladas e
adequadas à espécie de réptil que tem em sua casa, podem levar a queimaduras graves.
Queimaduras em répteis estão entre as causas mais comuns de doença e procura do médico
veterinário nestes animais.

Que tipos de queimaduras podem ocorrer em répteis:

Tal como acontece connosco, as queimaduras podem ser classificadas em primeiro (I), segundo (II),
terceiro (III) ou quarto (IV) grau de gravidade.

  • Queimaduras de I Grau: são lesões superficiais, afetando apenas a camada externa da pele.
  • Queimaduras de II Grau: envolvem a parte externa e a parte mais profunda da pele.
  • Queimaduras de III Grau: levam a danos das camadas mais profundas da pele e tecidos
    subcutâneos.
  • Queimaduras de IV Grau: penetram ainda mais profundamente e podem afetar os músculos, ou
    orgãos.

Os répteis não tem a mesma resposta que nós às queimaduras. Estes animais não se apercebem,
como nós, que estão a ser queimados quando expostos a uma lâmpada demasiado forte ou
demasiado baixa, isto é, próxima. São várias as teorias que tentam explicar esse comportamento,
algumas passam pelo facto de os répteis terem diferentes recetores de calor e de dor, não
associando essa dor às fontes de calor.

Contudo, independentemente do motivo, as queimaduras são dolorosas para estes animais e é
importante evitá-las.

Quais as causas para as queimaduras?

Algumas das causas comuns de queimaduras térmicas em répteis incluem:

  • Não usar malha de proteção ou coberturas sobre as lâmpadas de aquecimento.
  • Permitir que o réptil se deite diretamente sobre o cabo ou tapete de aquecimento sem qualquer
    barreira entre a fonte de calor e o animal.
  • Esconderijos de calor com defeito,
  • Aquecimento desigual de tapetes, cordas, pedras de calor ou esconderijos
  • Danos causados pelo contacto dessas fontes de calor com água.
  • Lâmpadas de aquecimento muito baixas ou próximas.
  • Ausência de termostato e termómetro na instalação de forma a controlar a temperatura

Como posso evitar que o meu réptil se queime?


É importante que planeie toda a montagem da instalação do seu réptil de forma segura, evitando as
possíveis causas já mencionadas.
São essenciais boas proteções para as fontes de calor e uma adequada distância destas para com o
animal, pois no caso das lâmpadas, este não deve ter contacto direto com as mesmas.
Usar um bom termostato para evitar o sobreaquecimento da instalação também é importante para
todas as fontes de calor fornecidas. Os termostatos ajudam no controlo das fontes de calor de forma
a que uma temperatura específica seja atingida e mantida. Estes são recomendados para qualquer
instalação para répteis com aquecimento artificial.
Fornecer espaço e gradiente térmico adequados permite que seu réptil se aproxime ou afaste da
fonte de calor sempre que sentir necessidade.

Quais os sinais de queimaduras em répteis?

Como mencionado anteriormente, as queimaduras podem variar em grau de gravidade, desde
traumas leves até queimaduras completas que danificam os órgãos internos. Na maioria dos casos,
estas lesões podem levar alguns dias ou mesmo semanas até vermos a sua real extensão de lesão.
As queimaduras podem aparecer com os seguintes sinais:

  • vermelhidão das escamas
  • crostas e inchaço da pele
  • perda de escamas com uma coloração branca, vermelha ou preta
  • animal mais parado
  • dificuldade na locomoção
  • perda de apetite
  • permaneça muito tempo em esconderijos

É importante saber identificar tais lesões ou alterações de comportamento, porque se quadros de
queimaduras se não forem detetados e tratados a tempo, as lesões podem evoluir para infeções
graves, bacterianas ou fúngicas, colocando a vida do seu réptil em risco.

Como são tratadas as queimaduras em répteis?


O tratamento das queimaduras depende do seu grau. É importante garantir o alívio da dor e
hidratação do animal. Algumas lesões podem necessitar de tratamento com antibiótico ou
antifúngico, sistémico e/ou local. Alguns casos requerem cirurgia para desbridamento (limpeza
profunda). Infelizmente, casos graves podem ser fatais. Esses casos são particularmente
devastadores para todos os envolvidos, pois com os devidos cuidados de maneio as queimaduras
são de fácil prevenção.


Para obter mais informações sobre como poder fornecer aquecimento de forma segura ao seu
réptil, pode contar a Vetstotyou.

Conte com a nossa equipa médico-veterinária para mais informações.

Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Telegram