Vetstoyou

As 4 doenças mais comuns em animais no Algarve

Catarina Dias

Catarina Dias

Médica Veterinária

A região sul de Portugal, o Algarve, é conhecida pela sua beleza paisagística da serra ao litoral, mas também pelo seu clima mais quente, sobretudo no verão. Dadas as condições climatéricas nesta região existem algumas doenças, parasitárias e vetoriais mais prevalentes nesta zona do país que em outras regiões.

Não só no Algarve, mas especialmente nesta região recomendam-se planos de medicina preventiva rigorosos de forma prevenir as seguintes doenças:

doenças comuns algarve

Parasitoses externas

Dadas as condições climatéricas, a prevenção de parasitas externos como pulgas e carraças torna-se importante na região algarvia, pois o ciclo de vida destes parasitas é muito dependente das condições ambientais. Apesar de serem observados por todo o país e cada vez menos de forma sazonal, recomenda-se o controlo destes parasitas através de planos de desparasitação regulares e eficazes, não esquecendo da manutenção e higiene do ambiente em que o seu animal se insere.

Além do controlo de pulgas e carraças, é importante também a prevenção contra a picada de insetos voadores, como mosquitos ou flebótomos, pois todos estes parasitas podem ser vectores de outras doenças potencialmente mortais e algumas zoonóticas, isto é, que podem afetar os humanos.

doenças comuns algarve

Hemoparasitoses

Vários agentes de doença podem ser transmitidos por pulgas ou carraças quando estas se alimentam dos nossos animais, em cães vulgarmente apelidada de Febre da Carraça. Tratam-se de agentes que afetam sobretudo as células sanguíneas, chamados comummente de hemoparasitas – parasitas do sangue – apesar de poderem estar presentes noutros tecidos. Temos como exemplo as bactérias dos géneros Ehrlichia, Rickettsia, Borrelia (causadoras da Doença de Lyme em humanos) e Haemobartonela ou Mycoplasma e os parasitas protozoários do género Babesia. Estes agentes causam sinais de doença pouco específicos em cães e gatos, o que por vezes torna o seu diagnóstico mais difícil. Entre os sinais mais comuns estão a letargia, anemia (mucosas pálidas), perda de apetite, perda de peso e febre. O prognóstico é melhor quanto mais cedo for diagnosticada a doença e iniciado o tratamento, que varia consoante o quadro quadro clínico do animal, contudo a prevenção é a chave para maior segurança e bem-estar do seu animal.

doenças comuns algarve

Leishmaniose

A Leishmaniose é uma doença parasitária transmitida aos nossos animais, sobretudo cães, pela picada de um inseto voador, o flebótomo. Apesar de presente em todo o país, em Portugal continental, esta doença tem especial prevalência na região do Algarve pelas suas condições climáticas que favorecem o ciclo de vida do inseto vetor da doença. Esta doença tem várias apresentações, podendo levar a sinais sobretudo dermatológicos, mas também problemas renais, entre outros. Existe tratamento e os animais com Leishmaniose sob um rigoroso controlo médico-veterinário conseguem viver largos períodos com qualidade de vida, dependendo da apresentação da doença aquando do diagnóstico e evolução e controlo do quadro clínico. Contudo, não existe cura para esta doença, sendo necessários controlos médico-veterinários regulares e em grande parte dos casos administração de medicação de uso prolongado ou até mesmo para a vida toda do animal.

Dirofilariose

A Dirofilariose é também uma doença parasitária, que afeta sobretudo a parte cardiopulmonar, maioritariamente em cães. Este parasita é transmitido pela picada do mosquito, mais prevalente em zonas quentes, como o sul do país. É uma doença insidiosa e muitos pacientes são diagnosticados já com sinais evidentes da doença, como intolerância ao exercício, dificuldade respiratória ou síncopes (desmaios). Também existe tratamento para a Dirofilariose, no entanto trata-se de um tratamento complexo e demorado que envolve alguns efeitos secundários relacionado com a morte dos parasitas no organismo. Ainda que tenha tratamento, esta doença pode deixar sequelas que necessitam de tratamento contínuo.

Estas doenças estão presentes em todo território nacional, mas dadas as condições climatéricas, a sua prevalência torna-se particularmente relevante no Algarve e por isso é de especial importância a implementação de planos de prevenção para os animais habitantes nesta região. Para prevenção dos agentes transmissores da doença, além de uma boa higiene do ambiente circundante, é aconselhado o recurso a desparasitantes e repelentes de insetos indicados por um médico veterinário. Inclusivamente, existe vacina anual contra a Leishmaniose e fármacos específicos contra a Dirofilariose que podem e devem ser implementados no seu animal consoante a avaliação médico-veterinária. Pode contar com a  Vetstoyou e a sua equipa de veterinários ao domicílio no Algarve, e noutras regiões do país, para o ajudar a estabelecer qual o plano de prevenção mais adequado para o seu animal tendo em conta as suas características e risco de infeção, mas também para um diagnóstico precoce de doença.

doenças comuns algarve

Conte com a nossa equipa da Vetstoyou e os seus veterinários ao domicílio para mais informações.
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Telegram