Vetstoyou

Grooming ou lambedura compulsiva em gatos

Catarina Dias

Catarina Dias

Médica Veterinária

Os gatos por si são animais bastante asseados e preocupados com a sua higiene. Mas e quando este comportamento se torna exagerado? São várias as razões que podem levar um gato a lamber, arranhar e mastigar compulsivamente, ao ponto de danificar o pelo e a pele.

Se o seu gato apresentar lambedura compulsiva ou grooming compulsivo, irá sem dúvida presenciá-lo ou, caso não o veja no momento, poderá observar em determinadas zonas do corpo falta de pelo ou alteração do mesmo.

Embora os comportamentos compulsivos de coçar, lamber ou mastigar possam desenvolver-se em qualquer animal, estes são mais frequentemente observados em gatos siameses e outras raças orientais. Este comportamento também é mais comum em fêmeas que em machos.

lambedura compulsiva em gatos

Causas para lambedura e coçar compulsivo?

Parasitas: As pulgas costumam ser as culpadas por comportamentos compulsivos de coçar ou lamber no gato. Como os gatos são excelentes a manter a sua higiene, eles podem, na verdade, remover os vestígios de pulgas. Se notar que o seu gato lambe principalmente a região lombar, com ou sem crostas no pescoço, é um sinal de que as pulgas podem estar a causar o problema. Outros parasitas, incluindo carraças, ácaros e fungos, também podem causar comichão (prurido) e consequente lambedura ou mastigação compulsiva do pelo.

Alergias: Assim como algumas pessoas desenvolvem irritações na pele por alergia a certos alimentos ou fatores ambientais, os gatos podem também apresentar prurido e lesões cutâneas se forem alérgicos a algo no seu ambiente ou comida.

Pele seca: As mudanças de clima ou carências nutricionais podem contribuir para que a pele  fique mais seca e escamosa, fazendo com que o seu gato comece a lamber-se ou a coçar-se em busca de alívio.

Dor: Se perceber que o seu gato está a lamber ou morder o mesmo local repetidamente, pode indicar que este possa sentir dor ou desconforto nessa ou outra zona do corpo.

Tédio, ansiedade ou transtorno compulsivo: Comportamentos compulsivos de mastigar, coçar ou lamber-se são sinais que muitas vezes se desenvolvem em gatos ansiosos, sob stress ou em tédio. Estes transtornos são mais prováveis de ocorrer em gatos que vivem dentro de casa, que exercitam menos que os gatos com acesso ao exterior. Os transtornos compulsivos geralmente começam quando há mudanças no ambiente e rotina do gato, como por exemplo um novo animal ou bebé em casa ou mesmo uma mudança para um novo local. Por outro lado, comportamentos que iniciam em resposta a um problema médico podem persistir mesmo quando é iniciado o tratamento.

lambedura compulsiva em gatos

Como podem ser tratados quadros de lambedura compulsiva?

Desparasitação: Eliminar os parasitas recorrendo aos produtos desparasitantes veterinários apropriados podem resolver a causa primária quando o gato está parasitado. Estes devem sempre ser aplicados segundo recomendação de um médico veterinário.

lambedura compulsiva em gatos

Alimentação e Maneio Ambiental: Em casos com o devido acompanhamento médico-veterinário, em que existe a possibilidade de se tratar de um caso de alergia alimentar, realizar dietas de exclusão no mínimo 6 a 8 semanas, é uma boa maneira de perceber se é esse o problema. Pode ter que experimentar várias dietas antes de encontrar uma que funcione para o seu gato. O médico veterinário também pode prescrever suplementação de certos ácidos gordos ou outros suplementos nutricionais se o seu gato apresentar a pele e/ou o pêlo secos, e se houver indicação de que possa haver carência de tais nutrientes. Determinados fatores ambientais que possam causa alergias também podem não ser fáceis de detetar. Nestes casos, o ideal é evitar o contacto do seu gato com os possíveis alergénios, isto é, aos elementos lhe possam causar alergia. Alguns casos, consoante avaliação médico-veterinária, podem beneficiar de imunoterapia.

lambedura compulsiva em gatos

Medicação: Dependendo da extensão da lesão e da sua causa, consoante a avaliação do médico veterinário, poderá ser prescrita medicação para aplicação local e/ou por via oral.

É possível que não seja imediatamente detetada a causa primária para este comportamento do seu gato, e este necessite de consulta de especialidade de dermatologia. Por outro lado, excluindo causas dermatológicas e outras causas médicas, este pode tratar-se mesmo de um problema comportamental. Estes casos também podem necessitar de ajuda especializada, no entanto existem estratégias que podem melhorar o estado de espírito do animal e fazê-lo sentir-se mais confortável. Garantir que o seu gato se sente seguro, tranquilo, amado e confortável em sua casa é importante, assim como proporcionar estimulação sensorial e exercícios adequados, contribuindo para o seu enriquecimento ambiental.

Existem inúmeras causas médicas e comportamentais que podem resultar em comportamentos compulsivos de coçar e lamber, consulte o sempre um médico veterinário para ajudar a determinar a causa e, assim, a melhor terapêutica.

Conte com a nossa equipa médico-veterinária para mais informações.
Facebook
Twitter
Email
WhatsApp
Telegram